quarta-feira, 10 de setembro de 2014

A chegada de Ariano Suassuna no Céu


Mestre Ariano Suassuna agora é saudade. Mas a sua obra sobreviverá por gerações sem fim. No dia de seu encantamento, Klévisson Viana e Mestre Bule-Bule escreveram um cordel em sua homenagem, que alcançou grande sucesso de repercussão na imprensa e nas redes sociais. A capa é de Luiz Carlos Fernandes:

A Chegada de Ariano Suassuna no Céu

Autores: Klévisson Viana e Bule-Bule

Nos palcos do firmamento
Jesus concebeu um plano
De montar um espetáculo
Para Deus Pai Soberano
E, ao lembrar de um dramaturgo,
Mandou buscar Ariano.
Jesus mandou-lhe um convite,
Mas Ariano não leu.
Estava noutro idioma,
Ele num canto esqueceu,
Nem sequer observou
Quem foi que lhe escreveu.
Depois de um tempo, mandou
Uma segunda missiva.
A secretária do artista
Logo a dita carta arquiva,
Dizendo: — Viagem longa
A meu mestre não cativa.
Jesus sem ter a resposta
Disse torcendo o bigode:
— Eu vejo que Suassuna
É teimoso igual a um bode.
Não pode, mas ele pensa
Que é soberano e pode!
Jesus, já perdendo a calma,
Apelou pra outro suporte.
Para cumprir a missão,
Autorizou Dona Morte:
— Vá buscar o escritor,
Mas vê se não erra o corte!
A morte veio ao País
Como turista estrangeiro,
Achando que o Brasil
Era só Rio de Janeiro.
No rastro de Suassuna,
Sobrou pra Ubaldo Ribeiro.
Porém, antes de encontrá-lo,
Sofreu um constrangimento
Passando em Copacabana,
Um malfazejo elemento
Assaltou ela levando
Sua foice e documento.
A morte ficou sem rumo
E murmurou dessa vez:
— Pra não perder a viagem
Vou vender meu picinez
Para comprar outra foice
Na loja de algum chinês.

(...)

Para adquirir esta e outras obras, entre em contato com a Tupynanquim:

E-mail: tupynanquim_editora@ibest.com.br

Um comentário:



  1. A cultura popular
    Tem hoje grande lacuna,
    Pois a morte impiedosa,
    Uma perversa gatuna,
    Entre cristãos e ateus,
    Desta vez levou pra Deus
    Ariano Suassuna.

    (P.M)

    ResponderExcluir